Mariana e a procura.

16 de novembro de 2009

Texto para Blorkutando 
Tema: Criatividade

Após um longo e profundo sono, Mariana acordou ao baterem à porta.

"Toc Toc..."
"Quem é?"
"Sou eu, tua maior procura."
No impulso de um único pulo, a menina sorridente correu por entre os livros espalhados pelo chão de seu quarto e sobre um deles tropeçou.
"Aguarde um momento, por favor. Acabo de tropeçar e sobre um livro me espatifar!"
Ao girar a maçaneta, Mariana se deparou com um imenso vazio.
"Onde tu estás?"
A menina procurou por de trás do vaso de flores e debaixo de tapete. Revirou a estante da sala e olhou por entre os peixes do seu aquário.
Nada.
"Apareça, eu imploro!"
Deu meia volta em seu jardim e, tristemente, desmanchou o sorriso que sobre sua delicada face atingia. Olhou para o alto e tudo o que pôde ver foi um vasto azul celeste.
"Ó injusta procura! Onde fostes? Tanta gente te procura e para poucas tu apareces. Por que é que fazes tantas pessoas sofrerem nos momentos que mais precisam de ti? Isso só piora tudo para todas elas, muitas das quais, por não terem opção, usufruem do que o próximo conquistou" - pausou para engolir o choro que se aproximava - "O que eu te fiz, tão adorada procura? Estavas tão perto, tão longe, tão próxima... Tão distante"
Inconformada, Mariana pôs-se de pé novamente.
"Tão injusto quanto teu sumiço seria o meu sono neste momento. Não dormirei até te achar, nem que eu tenha que andar milhas e mais milhas ao teu encontro... Ao encontro da minha maior procura: a criatividade."

talvez você também goste:

4 comentário (s)

  1. Adoro seus textos, tenho certeza que seu livrinho ficou lindo e vou adorar entregar ele para uma criança se der certo :)
    Obrigado por fazer parte disso, é muito importante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. É mesmo assim: ela bate à nossa porta e ai de nós se não aproveitarmos rápidamente sua presença: ela foge, deixando o vazio e o cansaço pelo serviço mal-feito (ou não-feito).

    ResponderExcluir
  3. ela chega em lugares estranhos, com ideias bizarras e nos deixa na mao, mas chega.

    ResponderExcluir
  4. A criatividade é cruel, ela nos tortura, é uma busca cansativa. Seu texti ficou ótimo, e só uma curisidade é você que faz os desenhos do blog?

    ResponderExcluir