O mundo é um moinho

29 de novembro de 2010



Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinho.
Vai reduzir as ilusões a pó

Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com os teus pés
(Cartola)

Tudo isso representa a vontade imensa que eu tenho de voltar a ser criança. Nessa época, a minha maior preocupação era saber qual seria meu próximo plano para obter aquela boneca. Eu chorava por não me deixarem brincar com meus amigos quando eu não me comportava devidamente. Eu sentia medo de dormir no escuro e, no meio da noite, arrastava-me até o quarto dos meus pais para passar o resto da madrugada ao seu lado. As minhas inimigas eram aquelas que não me empretavam suas barbies ou que não brincavam direito de mercado. Meus grandes amores eram os menininhos bonitinhos que nunca souberam que meus olhinhos brilhavam ao vê-los. Minha maldade estava em empurrar meu irmão mais novo do cavalinho...
De repente, eu não necessito mais daquela boneca, nem choro quando não me deixam brincar com meus amigos... pois não brinco mais como antes. E o dia em que isso acabou, foi o fim da inocência mais pura e divertida que existiu em toda a minha vida. Eu passei a me comportar direitinho e são poucos meus deslizes, dessa vez, por outros motivos. Agora já sei que o escuro é o mesmo que o claro, só que com as luzinhas apagadas. Não tenho mais inimigos, mas sei que será difícil passar o resto da vida sem tê-los. Agora percebo que nunca amei ninguém de verdade, a não ser meus amigos. Agora sei que não os amarei por suas belezas, por suas fofuras. Os amarei porque... os amarei; e saberei disso, um dia...
E agora, ao invés de empurrar meu irmão do cavalinho, o arrasto para fora do computador. É, isso não dá pra mudar, né?

Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

3 comentário (s)