A ponte malígna.

3 de maio de 2011

Muitas pessoas esquecem que elas não viverão o presente para sempre e englobam tudo o que viveram em um pote de desilusões, como se todas as coisas novas que lhes fosse vir no decorrer de suas vidas simplesmente não existisse. Você também pensa assim?

Feche os olhos - é pra fechar - e indague a si mesmo o porquê de estar vivo. (por que ainda não fechou? O texto não vai criar perninhas e sair correndo daqui... fecha logo!)

Se você conseguiu imaginar o que quer que seja, significa que você é um ser humano. Meus pêsames por isso, sei que não é fácil aceitar a ideia de ser uma criatura dessa espécie, mas vamos ao que interessa. Sendo um ser humano, você tem uma vida. Logo, tem que ter consciência da porra do motivo pra estar nesse mundo.

(De coração, espero que você já esteja com os olhos abertos e que eu não esteja falando com as paredes).

Eu sei o motivo. Você está aqui para ser feliz. Ou será que tem alguém que está incansavelmente em busca da infelicidade? TEM ALGUÉM QUERENDO SER TRISTE? Tá, obrigado.

Se você quer ser feliz, logo terá que conquistar uma série de coisinhas que te deem esse sentimento chamado felicidade. Essas coisinhas são os sonhos. TODOS nós temos sonhos. Se você tá muito afim de comer um pedaço enorme de torta de morango, esse já é um dos seus milhares de sonhos. Aí você abre sua carteira e vê o passe escolar, o telefone da sua tia avó e um papelzinho de "compra-se ouro" que você sentiu pena de jogar fora na frente da boa alma que te deu isso. Então, você descobre que não há mais nada dentro da carteira, ou seja, você não tem GRANA. Sendo assim, você fica meio tristinho, fecha a carteira e espera o alguns dias para poder realizar seu sonho, porque você sabe que vai ter um dinheirinho no quinto dia útil.

Só que, de repente, você sonha em ir pra França. "Puta que pariu, fudeu tudo, não tenho como realizar meu sonho". Prooooonto, é só ter um obstáculo infeliz pra te zoar que você já joga tudo pro ar, já liga a tv pra ver as dysgraça, chora, se descabela, faz alouca, pega o telefone da tia avó que tá lá na carteira e desabafa com ela, porque o amigo tá ausente = (filme ;*), no subnick.

Por que cargas d'água você acha que há um abismo maligno com o monstro do lago Ness pronto pra te devorar entre a torta de morango e a viagem pra França?

"Manie, sua boba alegre, vai estudar" ou "PORQUE EU NÃO TENHO GRANAAAA E VAI DEMORARRRR"

Sim, sou boba alegre, com orgulho. E SIM, vai demorar e vai precisar de MUITA grana. E ai? Será que esse abismo é tão feio assim que você não vai tentar nem passar pela ponte e atravessá-lo? Se você ficar aí, com cara de ontem, esperando o outro lado do abismo vir até você... É ÓBVIO QUE SEU SONHO NÃO VAI SE REALIZAR, SUA ANTA.

Caps lock, é nóis mano.

E é por existir tantas pessoas com medo desse abismo que a realidade é vista como algo totalmente oposto aos sonhos. Sim, passamos por momentos difíceis, sofremos, choramos, afinal estamos vivendo, não é verdade? Isso faz parte. Mas isso não é combustível pra sua desilusão! Os seus sonhos estão tão perto de ti, que enquanto você os separa da sua realidade tão real (palmas para minha criatividade nesse trechinho) estressante e caótica, ele para de lixar as unhas, vira para você, te olha com cara de desprezo e berra no teu ouvido: EU TÔ DO TEU LADO, IMBECIL!

Sonhar não é impossível. NÃO sonhar que é.
Entenda isso e seja feliz.

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

1 comentário (s)