As melhores viagens

14/08/2011

Texto para Blorkutando
 Tema da151ª semana
Pergunta #03 - O Livro

Diante de toda essa coisa louca que tá a minha vida, lendo livros obrigatórios para essa injustiça em forma de papel aniquiladora criada pelo sistema chamada 'vestibular', paro para lembrar de como essa mesma vida era tão mais tranquila na época em que eu viajava lendo a coleção Vagalume.
Era de praxe. Toda semana, no recreio, descia até a biblioteca da escola para devolver um livro e perder metade da próxima aula escolhendo outro.

Um detalhe: todos os escolhidos ficavam sempre na mesma estante, à esquerda da porta de entrada, em uma das prateleiras inferiores... todos juntinhos, cada um com sua capa colorida chamativa e sedutora que me deixava com os olhinhos brilhando.

Já começava a ler durante o caminho pra casa, à pé. Vez ou outra, entre uma buzina ou um grito de "presta atenção na rua!", eu me dava conta de que ainda estava andando. Eram os almoços mais rápidos, os diálogos de "como foi o seu dia na escola?" mais ligeiros com a minha mãe... tudo era curto para que desse tempo de eu pegar o livro novamente (porque nessa época a gente sempre acha que o livro vai sair correndo na melhor parte da história).

E as viagens... ai, as viagens! Eram incríveis! Bastava abrir um dos livros pra começar a viajar profundamente. Os olhinhos corriam pelas linhas da esquerda pra direita, o mais rápido que podiam, desciam pela outra linha e o trajeto persistia até a última página.

Ah! A temida última página! Por mais feliz que o final fosse, sempre dava aquela sensação de "poxa, já acabou..." no coração. Se você lê um livro torcendo pra última página chegar (a não ser que seja pra descobrir quem matou quem - adorava!) é porque o livro que você tem em mãos não é o livro que vai marcar sua vida.

Livros que marcam a nossa vida são especiais. Eles nos abraçam como amigos de verdade e não soltam nunca mais. Nos pegam no colo e nos levam em viagens maravilhosas, passando por fantasmas, meninos perdidos numa ilha, garotinhas que perderam a mãe durante uma viagem, histórias de família, enigmas e mais enigmas...

Os livros da Série Vagalume ficarão pra sempre no meu coração. Posso não lembrar do nome das personagens, nem mesmo do assunto do livro, mas lembrarei eternamente do amor com que eu os lia e da alegria que eu sentia ao viajar com eles.

Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

0 comentário (s)