Infância?

11/10/2011

Amanhã é um dos dias mais legais do ano: o dia das crianças. E como eu provavelmente não terei tempo de postar aqui - já que estarei enrolando docinhos pro aniversário do meu irmão -, resolvi criar algum conjunto de letrinhas interessante hoje mesmo.


Infância?

Mano, na minha época não tinha çascoisa de twitter, celular, câmera digital, blog haha, ICarly, Conquer, Justin Bieber...

Era tudo na raça, ta ligado. Eu não ficava no YouTube ou no site da Barbie jogando, vendo vídeos... eu brincava fora de casa! Sabe aquela de ficar com os coleguinhas correndo que nem doida até a mãe berrar: "tá na hora de subir, Mariany!". Maaano, onde isso foi parar? Por que será que eu nunca mais ouvi nenhuma mãe berrando pela janela pra seu filho entrar pra comer?

Meu, eu andava de bicicleta, tentava acertar no patins, brincava de esconde-esconde (e o famoso t1, t2, t3, t4... porque falar trinta e é muito demorado), pega-pega, rouba bandeira, barra manteiga, queimada, mês, elefante colorido, gato mia, reizinho mandou... Sem falar em todas aquelas vezes em que eu me ralava toda e tinha que enfrentar o maior medo de toda criança que viveu antes de 2000: o merthiolate.
Naquela época aquela coisa do demônio ardia... não tinha essa de ''não arde"... daqui a pouco esse produto vai ter sabor framboesa pra ganhar a confiança das crianças, pequenas criaturas que andam cada vez mais espertchénhas. As nossas mães falavam que não ardia como tática de utilizar tal procedimento capitalista e farmacêutico em nossos joelhinhos ralados e nos fazer chorar!

Cara, eu bebia aquele danoninho de garrafinha vermelha que vinha com brinquedinhos numa tampinha transparente na parte inferior! Eu lembro que eu era arrastada pra fora do mercado pela minha mãe quando eu sismava de comprar aqueles suquinhos 100% corante que vinha dentro de embalagens em forma de telefone, bichinhos...
Meu, eu sou da época que McLanche Feliz era cinco mango e Kinder Ovo era 3. Sou da trupe que berrava quando passava na frente do McDonalds e a mãe dizia: "filha, mamãe comprou hambúrguer pra fritar em casa!!"... caraaaalha, como eu tinha raiva disso, meu... eu não queria o hambúrguer, eu queria o brinquedo!

Sou da época que Castelo Ra-tim-bum era prioridade. O que vinha depois era pra preencher o cardápio das tardes: Mundo da Lua, Cocoricó, Ratimbum, Tv Colosso, O fantástico mundo de Bobby, Chaves, Pequeno Urso, aqueles camundongos... eu assistia fita de vídeo! Era tipo uma coisa maravilhosamente moderna e eu via Mogli como se nunca tivesse assistido antes.

Na minha época, meu funk era É o Tcham e eu tinha todas as roupinhas da Carla Perez. Sandy e Jr eram cds que não podiam faltar na estante.

Eu sou da época que, quando me juntava com as amiguinhas, ficava na frente da Tv berrando "Eu sou essa!", "Eu sou aquela", "Nããão, eu disse primeiro, eu sou ela!!" disputando quem era quem no filme da sessão da tarde ou num desenho sem noção. Docinho - das meninas super podereosas, Alex - das três espiãs demais, Patrícia - do rouge e por aí vai meu currículo de atuações.

Eu comia alfajor da Turma da Mônica, tentava ligar pro programa do Hugo - na TV Gazeta, comprava aqueles pirulitos de pozinho que estouravam na boca, tazo, pushpop, amava Bananas de Pijama, era viciada no cheiro de lápis de cor da Faber Castell de latinha em forma de cilindro, tinha dois CDs da Eliana, ficava com inveja dos Telletubies porque eles comiam o creminho gostoso, assistia Sai de Baixo com a minha mãe...

ai ai, isso sim é que era ser CRIANÇA!



Você poderá gostar também:

2 comentário (s)

  1. Essa era a minha infância também, infância de verdade. Beijo

    ResponderExcluir
  2. que belezinha.Tbm sinto saudade, e nem acredito que passou tudo isso de tempo

    ResponderExcluir