Sem (vontade de usar) palavras

10/01/2012








Tarde escura
nuvens cobrindo o céu
fechando as cortinas do maravilhoso espetáculo do dia colorido.

Um pedido
um capuccino
quatro e cinquenta.

A xícara poderia ser maior
do tamanho de uma piscina
para que eu mergulhasse dentro dela.

Sozinha
os ponteiros passam devagar
assim como o andar das pessoas logo abaixo.

A paisagem não é bucólica
tampouco paradisíaca
mas mesmo assim me agrada.

O livro sobre o colo
a menina roubadora de livros
a menina roubadora de tardes.

Entre um gole
e uma página virada
tudo se acaba.


Você poderá gostar também:

2 comentário (s)

  1. Lindo poema! E as imagens então, deleitei-me. *-*
    Beijo grande :)
    Raíssa [http://smileonly-now.blogspot.com/]

    ResponderExcluir
  2. Que lindos textos, que lindo blogue! Excelente escrita, adorei tudo por aqui! Apreciei o teu trabalho no projeto Bloínquês, parabéns! Estou seguindo!
    bjus

    Lolis

    ResponderExcluir