Sobre a imperceptível alienação

12 de dezembro de 2012

Encheu os pulmões com a fumaça de seu cigarro barato e disse:
- Você deve seguir esse pensamento, pois se for contra ele estará sendo contra a liberdade!

Afastei o cinza do tabaco que vinha em minha direção e falei:
- A partir do momento em que eu devo, já não sou mais livre.


Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

5 comentário (s)