O Impossível

08/08/2013

Vocês já viram algum filme mais de uma vez no cinema? Pois é, eu assisti ao filme O Impossível exatas quatro vezes na telinha, porque não me contive com 1, nem com 2, nem com 3.

Sabe quando o filme é tão bom que você quer chamar a tia, o pai, o vizinho, o amigo, a namorada, enfim, pra vê-lo também? E você tem que ir junto pra ver se o filme tá causando a mesma coisa neles que causou em você. Alguém aí se identificou? 


Fui ver O Impossível (The Impossible) com uma amiga, sem saber ao certo sobre o que era o filme. No final, a gente saiu de lá como quem termina de ler um livro muito bom, fazendo cara de paisagem e tal. Depois, voltei ao cinema pela segunda vez com o Irmão e a Mãe (que chorou loucamente o filme todo), pela terceira vez com o Namorado e pela quarta vez com duas amigas, o Pai e a Mãe (que quis chorar loucamente o filme todo de novo).

Trata-se de uma história real, na qual uma família vai passar as festas de final de ano na Tailândia. Suas férias vão bem até o momento em que uma catástrofe atinge o local onde estavam: os dois tsunamis devastadores que destruíram a Tailândia em 2004. 

O filme narra a separação de uma família de maneira totalmente trágica e a tentativa incansável de se reencontrarem. 


Quem aqui já quis ver um filme realista sobre ondas gigantes? Quando eu era pequena, sempre quis saber de perto como era uma destruição dessas. Queria saber como era ser engolido por uma onda gigante, como era voltar à superfície e notar que tudo havia desaparecido, inclusive as pessoas que gostamos. Porém, os filmes que eu assistia me deixavam sempre como observadora distante do acontecimento, como em Um Dia Depois De Amanhã, por exemplo. Mas com O Impossível foi totalmente diferente. GENTE, vocês precisam ver as cenas em que as ondas chegam: é IMPRESSIONANTE (em caps lock, negrito, itálico, gliter) como eles conseguiram retratar algo tão catastrófico de um jeito super real. O áudio quando as cenas embaixo d'água são mostradas é incrível! Parece que o ouvido entope, sabe? As personagens se assustando ao ver a onda se aproximando, se rebatendo debaixo d'água, cara, esse filme é PERFEITO. 

Sem falar na atuação das crianças. Gente, falando sério, os menininhos são uma graça. Dão um tapa na cara no elenco inteiro de Carrossel e Chiquititas. Maravilhosos. Meus futuros filhos. Vou sequestrá-los.


Pra finalizar e não deixar essa resenha enorme, quero deixar claro que não é um filme de corpos mutilados. Existe sim uma ou duas cenas com lesões feias, mas não se apela como em Jogos Mortais ou aqueles filmes em que piranhas atacam mulheres bonitonas na praia só pra que os seios delas se soltem do biquíni. É um filme pra se ver, realmente, com o coração, ficar próximo das personagens e se emocionar muito. 


É um dos meus filmes favoritos, sem dúvidas.

Alguém já viu?


TRAILER:

Meu perfil no FILMOW

Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

8 comentário (s)