O Meu Pé de Laranja Lima

02/11/2013

Criança é feliz, né? Enxerga tudo com olhos mergulhados na ingenuidade, entoando gargalhadas pra todos os cantos. Rala o joelho numa brincadeira de roda e chora como se não houvesse amanhã, mas logo já se vê correndo novamente, com um sorriso estampado no rosto. 

Pra criança, tristeza é abrir o pacote de presentes e ver uma linda blusa no lugar do tão esperado brinquedo. Felicidade é qualquer coisa. É pular na cama elástica, é comer doce até não caber mais na barriga, é ir num parque, é brincar com alguém, é fazer cócegas ou ver o episódio novo do desenho que tanto gosta. 

Aí, depois de discutir tudo isso, a gente se vê pensando errado esse tempo todo quando conhece a história de um meninozinho que um dia descobriu a dor


O Zezé não é ingênuo não, minha gente. Aos 5 anos já aprendeu a ler, mesmo antes de entrar na escola e começou logo cedo a descobrir o preto e branco da vida. Não adianta falar que um cisco caiu no seu olho se ele te pegar chorando: é capaz que ele ainda descubra o motivo de seu choro antes de você. 

Seu conhecimento sobre as coisas é tão único que é impossível não dar umas risadinhas durante a leitura. 

- Totoca. 
- Que é? 
- Idade da razão pesa? 
- Que besteira é essa? 
- Tio Edmundo quem falou. Disse que eu era “precoce” e que ia entrar logo na idade da razão. E eu não sinto diferença. 
- Tio Edmundo é um bobo. Vive metendo coisas na sua cabeça. 
- Ele não é bobo. Ele é sábio. E quando eu crescer quero ser sábio e poeta e usar gravata de laço. Um dia eu vou poder tirar retrato de gravata de laço. 
- Por que gravata de laço? 
- Porque ninguém é poeta sem gravata de laço. Quando tio Edmundo me mostra o retrato de poeta na revista, todos têm gravata de laço. 
- Zezé, deixe de acreditar em tudo o que ele fala pra você. Tio Edmundo é meio trongola. Meio mentiroso. 
- Então ele é filho da puta? 
- Olhe que você já apanhou na boca de tanto dizer palavrão; Tio Edmundo não é isso. Eu falei trongola. Meio maluco. 
- Você falou que ele era mentiroso. 
- Uma coisa nada tem a ver com a outra. 
- Tem, sim. Noutro dia Papai conversava com seu Severino, aquele que joga escopa e manilha com ele, e falou assim de seu Labonne: "o filho da puta do velho mente pra burro"… E ninguém bateu na boca dele. 

Uma coisa que me encantou demais foi o modo como o Zezé fala. Mesmo sendo um prodígiozinho, ele se expressa como uma criança e a gente nota que isso não é forçado. Já li alguns livros em que as crianças falavam como adultos, sabe, sem gírias próprias, nem aquele jeitinho infantil de dizer as coisas. Enquanto eu lia esse livro, no entanto, ouvia a voz do menininho na mente, soltando palavras em tom de criança. 

- Pronto, Lalá. Pode me bater.
Virei as costas e ofereci o material. Trinquei os dentes porque a mão de Lalá tinha uma força danada no chinelo.

O Meu Pé de Laranja Lima narra boa parte da infância de Zezé, que na verdade é o próprio autor: José Mauro de Vasconcelos. Menino pobre, morando com a tonelada de irmãos que tem - o mais velho cuidando do mais novo numa escada infinita -,  ele vai conhecendo as dores do mundo com o passar das páginas, mas que dores são essas você só vai descobrir lendo.

Não tomara nem café e não sentia nenhuma fome. Minha dor era muito maior que qualquer fome.

Olhando a capa, pensei que se tratasse de um livro infantil, mas ele se direciona a todas as idades. É como eu ouço falar por aí sobre O Pequeno Príncipe: você lê de um jeito a cada período da vida.

Zezé agora é um dos meus amigos literários. A vida difícil que logo cedo lhe abriu os braços, os momentos em que seu lado pestinha ganhou força, uma grande e inesperada amizade que formou ao longo da história e outras passagens ficarão gravados no meu coração.

Deixo aqui o livro online AQUI pra quem não pode comprar (ou pegar emprestado como eu fiz haha - obrigada, Mari). 

Se você não gostar de ler no computador, deixo o link do filme AQUI. Eu não assisti ainda, mas depois conto procês o que eu achei. 

Alguém já comprou algo pela Estante Virtual? Eu achei alguns exemplares por preços bem camaradas pra quem se interessar AQUI.

Meu perfil no SKOOB

Você poderá gostar também:

22 comentário (s)

  1. Manie, que resenha lindona essa... uma amiga muito querida me indicou esse livro, ele tá na minha listinha de desejos desde maio, não fiz nenhum esforço para o ler, sabe? Mas depois dessa delicadeza toda que tu trouxe aqui, poxaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, quero muito. Que menino pra frente, minha gente! rs Ainda não sabia que era a história do próprio autor, que interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai que bom que você gostou, Paula! *-* espero que agora pegue o livro pra ler, porque te garanto que vale muito a pena ^-^ ele é um dos meus livros favoritos! *-*

      beijinhooo

      Excluir
  2. Li o livro faz tanto tempo que a história já anda meio confusa... mas ao ler sua resenha, Manie, alguns dos sentimentos bons que senti durante a leitura de O Meu Pé De Laranja Lima acordaram. Que coisa boa! E eu não sabia que tinha filme! Yay!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que lindo saber que revivi essa experiência em você, Laysa *-*
      esse livro é pra guardar no coração!

      beijos

      Excluir
  3. Amei a resenha *---* Você escreve muito bem, devia escrever um livro u-u
    Não queria ler esse livro por causa de uma resenha de outra menina. Mas vendo essa resenha, com certeza vou ler! Pela internet mesmo, já que o dinheiro tá meio difícil por aqui ç_ç
    Kiss ~
    sibeleekpop.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa, obrigada *-* eu tô escrevendo um, vamos ver se sai hahaha
      fiquei feliz com seu comentário! leia o livro ^-^

      beijos

      Excluir
  4. Eu vou procurar na Submarino! :3 Eu fiquei com tanta vontade de lê-lo. Parece ser daqueles livros que você reflete mais sobre a vida! Preciso pra ontem, haha!
    Bjo, Sel ;*

    Jovens Gordinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. procura na estante virtual, porque é mais barato.
      pelo o que eu andei vendo em livrarias aqui no google, tá na faixa de 30 reais.
      ce acha por 10 em sebos ^-^

      beijos!!

      Excluir
  5. Ohn, Manie! *-* Preciso tanto ler esse livro! Sério, a sua resenha e os trechos foram palavras tão doces, tão encantadoras, que eu me senti toda derretida pelo Zezé ♥.
    Eu gosto dessas estórias que falam de amor e dor de uma forma doce, simples e marcante.
    Tenho certeza que vou gostar de ler e que Zezé se tornará mais um dos personagens literários que eu tanto amo.

    Beijo, senhorita!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erica <3 <3
      ai que bom que te passei isso na resenha *-*
      leia o Zezé, você vai adorar! guardará ele no coração hihi


      beijinhos!

      Excluir
  6. Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
    Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    Beijinhos

    Quem seguir no insta, sigo de volta http://instagram.com/theworldofmari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que gostou daqui, Mariana ^-^ beijinhos

      Excluir
  7. Socorro!!! Vontade de morder esse menino que está na minha cabeça. Awwwn, eu o imaginei de uma forma inexplicável. Eu necessito de ler esse livro. <3

    ACESSO PERMITIDO. :3
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha eu também, Elcimar! o Zezé é uma fofura sem tamanho <3

      Excluir
  8. Já ouvi algumas pessoas falando sobre este livro e inclusive o vi na livraria um dia desses. Hesitei em comprá-lo e depois dessa tua resenha, tô sentindo todo o arrependimento do mundo por não trazido o bendito pra casa. Ninguém nunca tinha falado sobre ele com um jeitinho tão bonito como você! Vou ver se consigo lê-lo em .pdf. Ah, e muito obrigada por ter disponibilizado aqui pra download!
    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, não se arrepende não, Yasmin! dá pra ler online ou comprar no site que eu deixei aí no final :D
      obrigada ç-ç fico feliz que tenha gostado da resenha!
      beijinhos

      Excluir
  9. Um dos melhores livros que eu já li na vida!
    Era o favorito da minha mãe quando ela era mais jovem. Eu li quando criança, mas não entendi muito bem.
    Peguei para ler mês passado e apesar de quase ter morrido de tanto chorar, foi uma leitura que com certeza me marcou para sempre. :)
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah *-* também considero ele um dos melhores livros da minha vida!
      eu chorei em um momento, mas nos outros foi só choro por dentro sabe, angustiante...
      beijinhos!

      Excluir
  10. MORRI de chorar com o filme! Minha mãe tem esse livro desde criança, mas eu nunca li... acredita? Depois de ver o filme e me apaixonar pela história, corri pra procurar o livro e já enfiei no meu dos meus! Qualquer hora eu leio... :)

    P.S. o meu tem essa capa http://bimg1.mlstatic.com/livro-o-meu-pe-de-laranja-lima-jose-mauro-de-vasconcelos_MLB-F-4813574529_082013.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu pretendo ver o filme no cinema, segunda-feira, pois terão sessões especiais nacionais! acho que vou chorar também hahaha
      leia o livro quando puder ^-^

      essa capa é linda!! adorei o desenho

      obrigada pela visita!

      Excluir
  11. Af, minha mamãe ama esse livro, tem esse livro, viu o filme, fala dele a muito tempo pra mim e eu nunca li. Sou muito boba mesmo, bem, adorei ter a oportunidade de saber até um pouquinho mais dele por aqui e sim, irei ler assim que a oportunidade aparecer. Parece ser incrível.

    http://trezedigitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai, lê sim, Lisa <3 tem uma linguagem super linda e a história é uma fofura de triste ç-ç

      Excluir