Leituras de 2013

06/01/2014

Se eu desejasse feliz ano novo aqui, nesse momento, talvez vocês achassem estranho, mas vamos pensar assim: ano novo deve ser comemorado em CADA UM dos 365 dias que começamos a viver na quarta-feira passada. Falei sobre isso blog do Cassio, nesse texto. Ah, eu fotografei um look dele aqui. Ele está voltando com o blog, então eu resolvi dar uma forcinha na divulgação!

Bem, pensando nessa ideia de ano novo ser todo dia, ao invés de escrever um parágrafo desejando feliz ano novo pra vocês, eu preferi estrear 2014 de um jeito especial, falando sobre um assunto que muitos aqui também amam: livros.

Faz muito tempo que eu não me filmo, então fiquei um pouco insegura no início. Sabem medo de ficar com cara de abacate? Mas no decorrer do vídeo me senti mais à vontade, como se eu estivesse tomando um chá com vocês.



E vocês? Como foram as suas vidas com os livros no ano passado? Acham que leram bastante ou poderiam ter se dedicado mais? Peguem uma bolacha (essa foi pra irritar meu irmão carioca que insiste em dizer que é BISCOITO) e me digam tudo: livros que mais gostaram de ler, decepções literárias, autores que adoraram ter conhecido em 2013... Vamos compartilhar essas novidades!

Observação: se vocês quiserem me enviar perguntas, postem nos comentários pra eu responder no próximo vídeo! Perguntem o que quiserem, desde a fórmula da fotossíntese até o porquê de eu ter voz de criança aos 19 anos. 



Notas sobre meu réveillon:

- Criei uma coreografia para We Can't Stop (nunca imaginei que eu fosse gostar de Miley Cyrus, me julguem);
- Ri que nem boba com três vídeos: vídeo 1, vídeo 2 e vídeo 3 (e não canso de assistir);
- Ajudei um velhinho-bêbado-perdido a tentar voltar pra casa (que nem ele sabia onde era);
- Após o início dos fogos de artifício, uma bomba estourou perto de mim, furou minha perna e eu passei os primeiros minutos de 2014 sangrando e sorrindo;
- Comecei o ano com temas polêmicos, como a influência biológica na orientação sexual e gravidez na adolescência. Detalhe: comendo manjar, descabelada, com a maquiagem toda fora do lugar (e com a perna sangrando);
- Pensei em um post para o Pe-dri-nha;
- Me animei com o Pe-dri-nha;
- Fiquei feliz por ter o Pe-dri-nha.


Feliz ano novo!

Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

14 comentário (s)