Sobre ser o que se é

15/02/2014

Se é manhã tão clara / Clamo por escuridão / Se tenho um disco voador / Sinto falta dos pés no chão / Desejo sempre do avesso / Almejo a próxima saga / Antes o tropeço que impulsiona / Do que a mão que só afaga / Anseio de ir sempre além / Vontade de nunca parar / Jamais porto tão sedutor / A ponto de me fazer ancorar / Não uso as conquistas do hoje / De olho nas que ainda serão / Uns chamam de desperdício / Outros de saudável ambição / Anseio de ir sempre além / Vontade de nunca parar  / Jamais porto tão sedutor  / A ponto de me fazer ancorar.

Sempre achei que aquela velha frase "seja você mesmo" era coisa de sorte de hoje do orkut, mas hoje sei que não é. 

A gente vive querendo surpreender o mundo. Queremos surpreender aquele amigo, aquela vizinha, aquele professor, aquele vendedor de cd's do centro da cidade... Mas esquecemos que cada um deles possui ideias, jeitos, gostos, conceitos e opiniões diferentes entre si. E quando paramos pra perceber isso, descobrimos que, na verdade, não estamos surpreendendo ninguém. E o pior: nem nós mesmos. 

A gente tem o direito de fazer o que quiser, porque isso não se trata de uma escolha. A gente não possui um botão escrito "surpreender as pessoas" e "surpreender a nós mesmos". Esse é um único botão e cabe a nós termos consciência disso. As pessoas devem gostar da gente pelo o que a gente é, lá no fundo da nossa essência. Se você não gosta de filmes franceses, não diga à menininha que você tá a fim que você ama esse estilo cinematográfico. Seja sincero, ou então não fale nada. É isso o que encanta nas pessoas: a personalidade, a autenticidade.

Não vou falar que acho o som do Muse ruim só pra impressionar alguém; não vou falar que torrar 10 reais nas lojas americanas antes de ir ao cinema é coisa de criança só pra impressionar alguém; não vou falar que dançar desengonçada até perder o ar é coisa de gente imbecil só pra impressionar alguém; não vou falar que é perda de tempo acreditar nos meus sonhos só pra impressionar alguém; não vou ser a Ana, a Júlia, a Luísa, a Pâmela, a Teodora, nem a Sara, só pra impressionar alguém. Meu nome é Manie, eu tenho quase 20 anos e estou seguindo meus sonhos. 

Se esconder debaixo de sorrisos que não são nossos é como viver sem respirar. Chega uma hora que a gente sai de dentro de si e olha pro nosso próprio rosto, dizendo: ei, eu tô aqui!

Você acha aquela pessoa interessante a ponto de querer ser ela? Então pare! Não queira ser outra pessoa. Olhe pra você! Olha quanta coisa tem aí pra você querer ser você mesmo. Quantas vontades, quantos desejos, quantas fantasias que você acha que ficarão pra sempre na sua cabeça... Tire isso do fundo da sua alma e coloque estampado no seu rosto. Não existe a fórmula capaz de fazer todos te adorarem. Se não agradar Pedro, vai agradar Bruna. Você é especial do jeito que você é.

Não seja médico porque sua mãe quer que você seja médico. Não trabalhe no supermercado da sua rua para sempre se você quer estudar pra ser astronauta. Não deixe que coloquem na sua cabeça que tocar guitarra é impossível, se é o que você quer aprender. Não coma carne se você quer ser vegetariano. Não acorde às seis se você pretende acordar às dez. Não deixe de cantar desafinado porque alguém te chamou de idiota por fazer isso. Não permita que te façam se sentir incapaz. Se existe outras vidas eu não sei, mas sei que essa vida é uma só. Não se anule. 

Dance como se ninguém tivesse vendo. Pule o mais alto que puder. Sinta-se a Beyoncé/Justin Timberlake na sua casa, requebrando até o chão, sem medo de ser feliz. E o mais importante: ria... Ria até não conseguir respirar.

Pra ver se inspiro vocês a sentir de verdade o dia de hoje e aceitar quem vocês realmente são, trouxe um vídeo que me encheu de amor. Assistam!



LEMBRE-SE:
Não é sobre ser o que quiser. É sobre ser o que se é. E ponto.



Você poderá gostar também:

6 comentário (s)

  1. • LEMBRE-SE •
    Não é sobre ser o que quiser. É sobre ser o que se é. E ponto.

    É exatamente isso, Manie. Temos que ser o que realmente somos, o que somos intimamente. Não podemos ser igual aos outros só para nos encaixarmos no sistema. Temos que ser nós mesmos, tornar nossos sonhos reais e sermos felizes sendo quem somos.

    Belo post, moça. Belíssimo!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. erica, seus comentários merecem um abraço ♥
      é isso mesmo, erica... ser igual a alguém me dá náuseas!

      me vejo diferente e isso é ótimo.

      obrigada ♥

      Excluir
  2. clap clap clap
    sinto tanta pena desse montante de gente tentando ser o que não é só pra impressionar alguém que, muito provavelmente, ficaria muito mais impressionado se o outro fosse somente ele mesmo...
    a vida é uma, e é curta demais pra que a gente desperdice nosso tempo com coisas que nós não gostamos só porque os outros acham que deveríamos gostar.

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é tão bom ser quem se é sem medo de nada, Gabi... tão bom ♥

      Excluir
  3. Que texto gostoso de ser lido! Passou leveza e vontade de simplesmente sair por aí saltitando! Gostei de ver! Parabéns! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que você gostou, Mayra... gosto muito quando você gosta dos meus textos hahaha eu amo os seus! um beijo

      Excluir