Cansei do tanto faz

13/04/2014




Não quero mais distribuir sorrisos sem querer sorrir, com aquela velha desculpa de que isso é natural. Não é natural.

Durante minha formação como ser humano (se é que podemos dizer que estamos em formação, diante de tantas inconstâncias), sempre me deixei levar. Nunca fiz questão de impor minha opinião, apenas em momentos mais específicos. Porém, os detalhes do dia-a-dia iam sendo empurrados, como se fosse desnecessário querer mudar isso. Mas é necessário. É urgente

Não é normal ficar de 'hihihi' quando eu quero fechar minha cara. Meus maxilares doem e meu rosto é quadrado, logo eles são grandes e pesados. Então desculpa, sociedade. Essa não é uma mostra de rebeldia, nem crise, nem nada. É apenas mais uma libertação, que não tá sendo apenas um post, mas uma realidade que vem assustando muita gente ao meu redor. 

Antes, eu dizia que não queria discutir. Mas agora eu quero. Quando eu percebi que isso seria essencial pra mim, eu não apenas resolvi mudar... Eu mudei.

Se me rebatem, eu sambo na tréplica. Se a professora diz que a ditadura brasileira tem que voltar, eu mostro meus argumentos contra essa ideia SIM; se ela aumenta o tom, eu pego o megafone do cara da pamonha. Não sou obrigada a engolir a opinião de ninguém, seja de amigo ou de professor. Tenho essa cara meiga, mas eu definitivamente não sou idiota, nem foolish child nenhuma. 

Tá meio sem sal... vou aceitar uma pitada sim; não curto pagode, pode mudar de estação; prefiro aquele suco ali; não tô afim de ir à praia com você; não, professora, não é só porque não lemos o texto que você pediu que somos ignorantes no assunto; ah, não fiz esse exercício porque eu realmente não lembrei de fazer; é, realmente, tá faltando uma vírgula no primeiro parágrafo, vê lá; professor, eu li "Til" e achei uma chatice e muito sem noção; não, amiga, esse batom tá feio com essa sombra, passa aquele; não, senhora... é estatístico que os cotistas se dão muito melhor na universidade do que os que entraram sem essa ação afirmativa; sim, eu dou aula de graça e, diferente do que você acha, isso não é sacrifício pra mim porque eu faço com amor; por que você me chamou de gostosa no meio da rua se eu nem te conheço? sério, me responde, eu tô curiosa.

Eu não quero ser Joana d'Arc não. Apenas cansei do talvez, cansei do sei lá, cansei do tanto faz.


NOTA: alterei a música porque senti que esta tinha mais a ver com o texto.


Você poderá gostar também:

12 comentário (s)

  1. Adorei o texto, Manie!!! Assim como tu, eu também não era de dar minha opinião, a não ser que fosse extremamente necessário. Mas tem uma hora que cansa, né? Antes pra mim, tudo era "tanto faz" e agora esse "tanto faz" me incomoda. Não quero coisas "tanto faz", quero mais as coisas do tipo "tem um tanto de mim nisso aqui".

    www.voamari.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 'tem um tanto de mim nisso aqui' ♥ vou pendurar essa frase na parede

      Excluir
  2. Me identifiquei. É mesmo muito chato isso - o pior é que, se você mostra a sua opinião, até no psicólogo te levam. ~Minha mãe disse que eu estava "estranha" e fez isso comigo, buááá, nunca mais tive coragem de fazer o que diz o texto, continuei com os sorrisos falsos. ¬¬'
    Só que, pensando bem agora, isso não é meiguice, é idiotice e falsidade mesmo. Vou evitar isso agora, eu acho. ºwº

    agataluz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. minha mãe até hoje me acha meio rebelde hahaha foi uma barra impor minha opinião e seguir em diante, mas se eu não tivesse passado por isso eu viveria sempre fazendo/sendo/agindo de um jeito que não me representa.
      evite isso, ágata! mostra pro mundo quem você é :3

      Excluir
  3. Gostei muito do texto, Manie. Eu também era do tipo que ficava muito calada, sabe, principalmente se tinha alguma polêmica envolvida. Preferia me abster e lixar as unhas do que discutir e me desgastar, mas tem horas que se a gente não levantar a voz, se a gente não se impor, a galera passa por cima. E a gente deixa, o que é pior.
    Boto a maior fé na sua resolução.
    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vish, minhas unhas já tavam na metade de tanto que eu lixava haha
      eu achava que omitir minhas opiniões era um bem que eu fazia, sabe? ficar neutra, aceitar isso, aquilo, mas não... isso não é legal.
      obrigada ♥

      Excluir
  4. Pombas TOMBOOU O BRAZEEEL MEU SENHOR!
    Há algum tempo percebi que você tem mudado em relação a isso e olha, eu to amando.
    Percebi que você ficou mais vaidosa, se amando mais, se preocupando mais com você e cada vez menos com os outros! ( isso não quer dizer que você seja egoísta mas que está apenas se amando mais e esses parênteses ficaram enormes e sem sentido mas continuo mesmo assim.)
    Sou super a favor dessa "nova" Manie. Que se impõe, mas que nunca deixa a essência de garota fofa (sem melinices! *agora o parenteses fez sentido! ha!) de sempre!

    Te amo! Saudade! Teu blog é fo-da. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. melinices nunca hahahahahaha!11!11!1
      você tem sido super importante nessa "transição"
      muito obrigada por tudo (porque se for citar cada coisa que você faz por mim esse parenteses ficaria enorme também)

      te amo ♥

      ps: juro que eu li 'teu blog é fo-fa' HAHAHA

      Excluir
  5. Maine, faz um tempinho que estou visitando e amando teu blog, mas dessa vez senti a urgência de comentar porque a identificação foi inevitável. Eu fui obrigada a expor minha opinião sem dó e medo de um tempo pra cá, tomar umas decisões por mim e só por mim, senão eu ia literalmente enlouquecer. Muto obrigada por expressar essa necessidade em um texto ótimo!
    Beijão <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adoro quando as pessoas comentam que leem meu blog há um tempo e que determinado post fez com que elas quisessem comentar ♥ é muito bom saber que você se identificou com o texto, Julia!

      Excluir
  6. ah, que linda! nada mais que justo..

    tô assim tb! rs


    cabecanasnuvensz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir