Fabricando seu caderno

21 de maio de 2014


Daí você me pergunta: pra quê fazer um caderno se eu posso comprar um? 

Passar um tempo fabricando arte, fazendo bem pra alma e depois ter algo feito por você/pra você é muito inspirador. Eu sempre fui telespectadora fiel do quadro experiência do dia, do antigo programa da Eliana (alguém lembra?) e por isso sou apaixonada por essas coisas. 

Hoje eu acordei cedo, passei um café maneiro pros meus pais/irmão/eu mesma, comi aquele pão na chapa camarada e depois me enfiei no meu quarto. Aquele sol tava maravilhoso batendo na minha mesinha, sabe? Vi que era um sinal pra eu fabricar alguma coisa útil pra mim. Então eu resolvi fazer um caderno (estudar que é bom...). 

Pra saber como fazer passo-a-passo, fasfavô, visita o blog da Pâm, o Todo mel da flor. Foi lá que eu aprendi e confesso pra vocês que é MUITO fácil. Tem que der um pouco de paciência, mas nada que uma musiquinha não ajude. E o melhor: é muito econômico, principalmente se você já tem tecido e folha sulfite em casa.


fiz essas manchas com café (falei mais sobre isso no post anterior); errei o mês de outubro, mas deixa quieto.

na contracapa, colei figuras que eu amo: 
- a Amélie;
- a Lucy e o Jude, de Across the universe
- o Jack e a Rose, de Titanic;
- uma frase do livro/filme As vantagens de ser invisível: "(...) and in that moment, I swear we were infinite"

na página seguinte, colei mais coisinhas:
- a Katty e o Tommy, de Não me abandone jamais;
- o Muse numa versão mil novescentos e noventa e alguma coisa;
- os 4 mano de Liverpool.

na parte de trás, colei:
- Bentinho e Capitu, do seriado Capitu;
- Oliver e Jordana, de Submarine.



Vou começar a usar esse caderno pro curso. Talvez eu me anime mais pra estudar, coisa que venho fazendo capengando ultimamente. Quem manda essa criatividade brotar toda vez que chego perto do livro de Química?


Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

22 comentário (s)