Sobre caras amassadas

03/06/2014



Eu a vi ao meu lado, pegando o celular e tentando abrir os olhos pra enxergar o horário. Vi quando ela abraçou o edredom, como se dissesse "só mais cinco minutos". Tava frio, mas não quis acordá-la quando percebi que havia pegado no sono novamente. Fiquei lá, com os olhos semicerrados - por causa do sol que tava meio que me cegando, apesar de já ouvir as primeiras gotas de chuva caindo lá fora -, observando ela virar pro meu lado, enquanto dormia. A blusa 3x maior que seu corpo caia-lhe pelos ombros e seus cabelos pareciam ter ido à uma rodinha punk sozinhos durante a noite e voltado pra cabeça de manhã. Mas era uma cena tão linda, sabe? Eu poderia fotografar aquilo e guardar numa gaveta eterna, mas preferi guardar na minha própria memória. Assim ficaria só pra mim. 

Nem percebi quando fechei os olhos de novo e voltei pro mesmo sonho. Não lembro qual sonho era, mas quando acordei levei um susto. Ninguém ao meu lado. Nem blusa caindo nos ombros, nem cabelo bagunçado, nem nada. Levantei, levemente angustiado, já sabendo o que acontecia. Claro, ela foi embora. Teve o que quis e se mandou. Não, pera, pára... Não pode ser. Não quero isso! Quero ela de volta. Ponho o pé no chão e percebo que uma das meias acordou debaixo da cama, como de costume. Pego o cacete da meia e ponho no pé, que nesse momento tá mais congelado que o Jack no final de Titanic. Já estava preparando me fígado para a dose cabulosa de álcool que ele teria que aguentar pra eu mesmo me aguentar naquela tarde de terça-feira, sozinho no meu quarto-sala, quando ouvi a maçaneta girar. 

- Puta fila do inferno... - aquela voz doce que eu conhecia, dessa vez meio revoltada, abrindo a porta da sala, com uma sacola plástica. Vestida com o meu casaco e com aqueles chinelos já desbotados, fecha o guarda-chuva - Não sabia se tu gostava de pão de queijo, então trouxe chocolate... - e olha pra mim, sorrindo, com a cara toda amassada - Porque chocolate é bom demais. 


Você poderá gostar também:

16 comentário (s)

  1. Do tipo de texto que prende a gente e no final dizemos supirando: nossa! *-*

    ResponderExcluir
  2. ai que delicinha de texto. deu vontade de abraçar alguém, vem caaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sai foraaaa, nao sou tuas nega nao HAHAHAHA brinks, vemk ♥

      Excluir
  3. Mas que lindeza *-* Sei nem o que dizer, sério. Mas super combinou com o clima aqui e deu vontade de tomar um café, de escrever... <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oun, que delícia saber que passei isso pra vocêss!!

      Excluir
  4. que texto mais amor, tô encantada! <3

    ResponderExcluir
  5. Amei essa música, não conhecia mas já tô baixando porque né, amorzinho. <3

    Aliás, falando em amorzinho, que texto fofo! Simples e lindo, amei. Vontade de imprimir e guardar na gaveta, pros dias de chuva que eu acordar e perceber que não tem ninguém de cabelo bagunçado do meu lado, eu perceber que pode ser que ele tenha ido comprar chocolate e já volta. Sonhar não custa, né?

    macabea-contemporanea.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa cantora é muito talentosa, Brendha *-*
      vamos sonhar juntos então (desde que tenha muito chocolate hahahaha)

      Excluir
  6. Que texto fofo! Foi a primeira coisa que pensei quando terminei. Amo textos cotidianos, sabe? Que revelam coisas pequenas do dia a dia e adorei o seu em especial pelo pequeno suspense nas últimas linhas. Dá vontade de escrever mesmo.

    Amei seu blog. Sou nova aqui. :) Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *------*

      muito obrigada pela visita, Laria! volte seeeempre, e traga mt amor :3

      Excluir
  7. Desde que acompanho seu Blog, passo por aqui sem me pronunciar.
    Acho legal seu jeito de escrever, especialmente nesse texto, onde o eu lírico é um homem.
    Acho que não conseguiria me vestir do sexo oposto tão bem.
    Mesmo assim, seu homem ainda pensa como uma mulher.
    Confesso que tive dúvidas se era um caso hétero ou homossexual. #Juro!

    Mesmo assim, você arrebenta! Então.. Continue!

    Adorei o Post!

    Tem Post novo no meu tbm!
    Passa lá, e não esquece de comentar, ok?!
    Se gostar, pode até se tornar uma seguidora, não tem problema! Haha!

    Abração!
    Aguardo sua visita.
    =)

    http://opierrotmalamado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAH vou ter que tomar mt testosterona pra escrever o próximo, então!! saquei a ideia, vou tentar ser mais macho da próxima hahahaha

      muito obrigada!

      Excluir
  8. Que bonitinho.... Não sei porque... Mas acho tão fofo... Tão confortável essas pessoas meio dependentes uma das outras... Carência mode on - pega o bichinho de pelúcia pra abraçar hsauhsua
    Que bom que a história teve um final feliz.
    Eu nunca cheguei a dormir na casa de um namorando, mas imagino que esses momentos sejam os quais sentimos mais carinho pela outra pessoa. Que bom que o carinho do rapaz não foi em vão rs
    bjoos
    http://amornuvem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Fabiola (Amiga do Tadeu)6 de junho de 2014 12:24

    Adorei, Manie. Texto criativo e engraçado.

    ResponderExcluir