2 filmes pra iniciar bem as férias

01/12/2014



Azul é a Cor Mais Quente - França, 2013


Quis ver qualé desse filme, que todo mundo fala desde o começo do ano. Na 3ª Semana da Diversidade Sexual de Santos, o Museu de Imagem e Som (MISS) projetou 5 filmes e o último deles foi justamente Azul é a Cor Mais Quente. Era de graça, era sexta-feira, daí eu fui.

O filme conta a história de Adèle, garota meio introvertida que não tem tantas ambições na vida. Estranha o fato de não se interessar por nenhum homem e descobre, numa tarde na escola, que gosta mais de ficar com meninas. Porém, só bota isso em prática de verdade, quando conhece Emma, a dona do cabelo azul que ganha seu coração. 

Mesmo sendo longo, consegui me prender à história. Ao invés de focar na questão do preconceito, as cenas nos passam o amor entre duas mulheres de maneira natural, apontando os pontos altos e baixos do relacionamento das duas e desvendando muitos tabus (especialmente nas cenas de sexo). Não é uma trama previsível, daquelas que a gente sabe o que fulano vai dizer ao abrir a porta, sabe? É envolvente mesmo e muito real (amo realismo e, mais do que isso, amo realismo bem retratado, então amei o filme). 

TRAILER:



Boa Sorte - Brasil, 2014


Vi esse filme aqui em Santos também, no cinema tradicional. Se estiver em cartaz na sua região, super recomendo que assista. 

Boa Sorte conta a história de João, um rapaz com uma estrutura familiar e psicológica totalmente lascada, que o leva à internação numa clínica psiquiátrica. É justamente nesse ambiente que ele conhece Judite, mulher de trinta e poucos anos, HIV positivo, em estado crítico, que diz já ter vivido tudo o que queria e está certa de que chegou sua hora. 

Do outro lado da tela, a gente acompanha a transformação de João sob a presença de Judite, fazendo com que ele queira prolongar sua estadia na clínica. Ele se vê apaixonado por ela e ambos começam a fazer seus dias valerem a pena, ela com seus motivos e ele, com um único: ela.

O que mais me chocou foi ver a Deborah Secco, eternizada pela Bruna Surfistinha, encarnando uma personagem tão diferente: teve que emagrecer mais de 10kg e se sujeitar a uma maquiadora muito foda para nos transmitir a imagem terminal que expressou. 

TRAILER:


Você poderá gostar também:

13 comentário (s)

  1. Achei "Azul é a cor mais quente" muito bom!! Só fui ver o trailer de "Boa sorte" ontem e fiquei morrendo de vontade de assistir. Li ótimas críticas sobre ele e a Deborah Secco tá lindíssima hahahah adorei as indicações!

    http://dirtyaliens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. assiste, Marielen, aproveita que ta no cinema!

      Excluir
  2. Agora fiquei morta de vontade de ver os dois! T.T Já tinha ouvido falar de Azul é a Cor mais Quente, só que ão dei a mínima atenção na época... Eu estava na onda dos filmes de fantasia, sacomé. -q
    Nunca ouvi falar de Boa Sorte, talvez por eu não estar acostumada com filmes nacionais, mas realmente parece muito interessante - gosto de filmes que expressam coisas de verdade, não apenas uma sucessão de acontecimentos doidos.

    agataluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. assiste, Ágata (mas não com seus pais do lado, nem avós, nem titios hahaha)

      Excluir
  3. Como não morrer de amores pelas suas indicações?
    "Azul é a cor mais quente" é mais um filme que eu estava procrastinando pra assistir, mas saber que tu curtiu já é um incentivo a mais, porque sei que é mais provável que eu goste também. haha

    O "Boa sorte" eu nem tinha visto o trailer ainda, mas me interessei e fiquei curiosa pra saber como vai de desenrolar a relação deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não procrastineeeee! assite, você vai gostar (e depois quero vídeo-resenha hein)

      Excluir
  4. Deve estar fazendo um ano que assisti Azul é a Cor Mais Quente. Lembro que foi em dezembro, então achei super coincidência encontrá-lo aqui hehe Eu também gostei demais! Muito bem escrito, produzido, filmado... Mas acho que não é um filme pra todo mundo, né? A pessoa precisa estar disposta e aberta a novas experiências.
    Sobre o Boa Sorte, já tinha ouvido falar, mas não me animei muito. Depois da sua indicação, vou procurar! :D
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade, carol... não é um filme pra todo mundo, mas acho que mesmo de forma impactante, ele abre a mente até da pessoa mais liberal, ne?
      boa sorte não é um dos meus favoriiiiiitos, mas eu gostei e recomendo prum sábado chuvoso :3

      Excluir
  5. Nossa, adorei! Principalmente o Boa Sorte, me chamou muita atenção. Já assisti o azul é a cor mais quente e sinceramente nao me chamou em nada a atenção, até dormi... vou dar uma chance pro Boa sorte! Um beijo!


    www.eunomadiando.blogpspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente, é muito longo o filme, mas no fundo achei necessário, pq se fosse mais curto, ia diminuir a intensidade dos momentos e tal.
      boa sorte é mais leve! :3

      Excluir
  6. Manie!!! Eu moro em SC, mas é bem no interiorrrrrrrr </3 Em Braço do Norte, perto de Tubarão. Fica há umas 2 horas de Floripa.

    Boa sorte na prova!!

    ResponderExcluir
  7. Assisti Azul é a Cor Mais Quente recentemente e devo dizer que, de modo geral, eu gostei do filme, embora seja desnecessariamente longo em algumas passagens e perca o ritmo em outras. Porém, como você disse Manie, o realismo e a sinceridade são os principais pontos positivos do filme, além da audácia de conceber uma intensa cena de sexo que dura quase 15 minutos. É um filme que vale por retratar, sem maquiagens, as descobertas sexuais na adolescência e, principalmente, a complexidade de um relacionamento real pós-adolescência. Além disso, a atriz Adèle Exarchopoulos está sensacional.

    Boa Sorte eu não vi ainda, mas já ouvi falar. Pareceu-me interessante pelas suas impressões Manie ^^

    Beijos

    O Mundo Em Cenas

    ResponderExcluir