3 filmes que te levarão ao cinema em breve

30 de janeiro de 2015

Entrei no site do cinema aqui de Santos, pra procurar os horários do filme que eu ia assistir. Sem querer, descobri na página 3 filmes que lançarão em breve nas telinhas e que me instigaram demais a voltar e garantir meus ingressos.



LIVRE

Livre me cativou logo de cara pelo título, antes mesmo de saber que o verdadeiro nome era Wild. Logo notei certa semelhança com "Na Natureza Selvagem" e me parece ser um filme muito inspirador. Lembrei também de "Comer, rezar e amar", filme que segue esse estilo "fui à Índia para me encontrar" e tal.

Cheryl, protagonizada pela maravilhosa Reese Witherspoon, fica muito abatida com a morte da mãe (que perde a luta para o câncer), com o divórcio e com o uso excessivo de drogas pesadas. Decide, então, largar tudo e recomeçar. Para isso, coloca a mochila nas costas e sai andando pela Pacific Crest Trail, estrada que liga a Califórnia até a fronteira com o Canadá. 

Sinto que vou chorar e querer me enfiar no primeiro ônibus sem destino certo. Filmes assim me motivam demais a viver, de um jeito inexplicável. 



PARA SEMPRE ALICE

Para sempre Alice narra o drama de Alice, uma professora de linguística, que aos poucos vai perdendo a memória. Começa esquecendo detalhes pequenos, que vão se tornando maiores com o tempo, levando-a a descobrir que está a desenvolver o Alzheimer. 

No meio disso tudo temos a protagonista ganhando vida no corpo da diva Julianne Moore, cuja filha é vivida nada mais, nada menos, do que por Kristen Stewart (que, por sinal, tá linda de morrer nesse filme!). A trilha sonora parece ser de arrepiar, só de ver o trailer, tanto quanto as imagens incríveis que ele nos mostra (as cores, tudo, tudo lindo!). 

A trama tem aquela pegada meio "superando problemas em família", que sempre faz com que nos identifiquemos com alguma personagem. No meu caso, já senti logo de cara que vou me identificar com a da Kristen, que é filha da Alice. 



GRANDES OLHOS

Quebrando um pouco essa onda de tristeza, vamos ao bizarro e sempre incrível Tim Burton. Em 2015, ele tá de volta com o filme Grandes Olhos, que parece ser mais uma de suas obras memoráveis, daquelas que nos levam ao mundo do fantástico e, mesmo sem querer, nos deixam com um pouquinho de medo. 

O filme conta a história real de Margaret Keane, famosa pintora dos anos 50, que pintava crianças com olhos gigantes (e macabros) e teve que lutar na justiça para que os direitos autorais de suas obras não fossem dirigidos ao seu marido, Wanter Keane, que afirmava tê-las pintado. 

Pra quem, assim como eu, curte uma boa luta feminista, tenho quase certeza de que essa será uma boa escolha pra assistir.



Vi alguns filmes em janeiro e logo vou resenhar aqui no blog. Como estão as listas cinematográficas 2015 de vocês? Alguma paixão/decepção?

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

8 comentário (s)