Prestando vestibular em outro estado

2 de janeiro de 2015


Sabe quanto você chega num lugar e consegue sentir uma coisa tão forte, mas tão forte, que não deseja mais ir embora? Eu pude conhecer muitos lugares bonitos durante a vida, e bota lugar bonito nessa lista, mas nunca senti nada parecido com o que invadiu meu coração ao sair do avião em Florianópolis. Uma mistura de tranquilidade e ansiedade, de vontade de ficar, de viver ali

Dia 11 de dezembro, fui prestar o vestibular da UFSC. Se tudo der certo, vou morar lá esse ano e, enquanto o resultado não sai, deixo as fotografias dessa viagem maravilhosa aqui, pra guardar comigo e com vocês. Foram 5 dias muito bem vividos ao lado de amigos e pessoas que conheci na hora, muito gentis e receptivas. Conheci dois alunos de Jornalismo da UFSC que já disseram que me querem como caloura deles, o que me fez sambar por dentro. Se você também tem vontade de viajar para prestar vestibular, deixo aqui algumas dicas pra te incentivar:


GUARDE DINHEIRO- essa é a dica principal, todos sabemos, mas quero deixar claro que não é impossível. Se a sua situação também for meio $difícil$, abra uma poupança, peça ajuda dos amigos e, se for ganhar presentes, peça em forma de dinheiro. Aproveita que acabamos de entrar em 2015 e já comece agora.

PASSAGEM - fique de olho em promoções de avião. Viajar de ônibus, às vezes, pode sair bem mais caro. Consegui uma promoção pela Gol e paguei R$200 ida e volta, o que me livrou de mais de 10 horas na estrada. Lembre-se que você vai prestar uma prova e precisa estar o mais disposto possível. 

HOSPEDAGEM - tive sorte de ter uma amiga que mora em Floripa (e que, inclusive, estuda na UFSC), mas caso você não conheça ninguém que more no seu destino, uma boa opção é procurar um hostel (que nada mais são que albergues). Além de economizar, você acaba conhecendo pessoas que, muitas vezes, também vão prestar o mesmo vestibular.

DETERMINAÇÃO - durante o ano, você tem que refrescar na sua memória os motivos que fizeram você querer estudar longe de casa. Quanto às medidas relacionadas à mudança em si, vou tentar fazer um post separado só pra elas, já que o foco desse foi a viagem para prestar a prova. 
















Eu só queria 
tomar um vento na cara,
me deu saudade de Floripa.


Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

5 comentário (s)