Fahrenheit 451

14/05/2015

Você consegue imaginar como seria viver num mundo onde os livros fossem proibidos? Mesmo que você não seja um leitor voraz, sabe que essa realidade seria, no mínimo, vazia. Até a pessoa que menos lê nesse mundo sabe que existem milhões de universos nas páginas que encontramos por aí, nas livrarias e bibliotecas. 


Guy Montag é um bombeiro cuja função não é apagar incêndios, mas sim causá-los. Isso mesmo. "Todos os livros devem ser queimados", eis a lei maior. Mesmo diante dessa realidade, perturbado com indagações que passa a fazer a si mesmo sobre a realidade na qual ele vive, Montag rouba um livro e esconde em casa. 

Não posso deixar de mencionar o quanto essa parte do livro me lembrou Liesel Meminger, a garotinha de "A Menina que Roubava Livros", mais conhecido como meu livro favorito. Diante de um sistema totalitário que proibia a circulação de determinados livros, Liesel esconde um livro dentro do casaco. Isso se passa onde? Sim, num incêndio! Pontinhos para Fahrenheit 451.
Se não quiser um homem politicamente infeliz, não lhe dê os dois lados de uma questão para resolver; dê-lhe apenas um. Melhor ainda, não lhe dê nenhum. [página 79]
Fiquei tão empolgada lendo essas páginas, que resolvi resenhá-las em um vídeo. Amo escrever, mas tem coisas que eu prefiro falar. 


ISBN: 9788525057501
 Editora: Globo de Bolso
Páginas: 214
★★★★★

Onde comprar: Cultura  / Saraiva / Submarino

Meu perfil no SKOOB

Você poderá gostar também:

8 comentário (s)

  1. Eu já tinha ouvido falar deste livro, e estou curiosa para ler. Realmente é difícil imaginar uma realidade sem livros, mas do jeito que essa nossa sociedade anda, acho melhor a gente começar a rezar rsrs
    A ideia do livro é bem interessante, por que se a gente for parar pra pensar mesmo, o livro se refere a uma população alienada onde ninguém lê, ninguém se importa com a leitura. Mas assim como em "Divergente" sempre tem alguém diferente nao é mesmo, é isso é bom. Ser críticos, ser diferente é bom.
    Gostei da resenha e do vídeo, desculpa pelo textão haha
    Beijão ♥
    http://www.quintagaveta.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exato, como em praticamente todas as distopias, sempre tem o 'do contra' :3

      Excluir
  2. Eu vi esse livros milhaaares de vezes em uma pá de bibliotecas, livrarias, sebos e tal. E eu sempre tive curiosidade de ler, mas sempre fui idiota o suficiente pra julgá-lo pela capa... ~dá na minha cara, Manie~ Mas agora que você resenhou e falou superbem dele, assim que eu puder eu pego/compro/roubo pra ler.
    P.S.: Tu tá linda. ♥ Queria ter coragem pra cortar meu cabelo assim.

    Beijos, Sel | Quinta Gaveta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. leia, sel!! não julga pela capa não... até vou gravar um vídeo sobre isso pra ver se te animo!

      Excluir
  3. Estava a procura de um livro porque não estou no clima de ler nada do que tenho em casa, então vai esse que vou à busca amanhã na biblioteca, tudo que você falou já me fez amar esse livro.
    E obrigada pela indicação da música, teve uma época que conheci Undisclosed Desires aleatoriamente na tv, ouvi repetidas vezes mas parei por aí, preciso parar para conhecer mais de Muse.

    Dragões em Júpiter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que lindo ler isso! espero que goste da leitura tanto quanto eu gostei! muse ♥

      Excluir
  4. ahhhh... o meu exemplar de fahrenheint 451 chegou sábado pelo correio!

    ResponderExcluir