Dias Perfeitos, um suspense nacional

27 de junho de 2015


Quando comecei a mergulhar no universo literário, praticamente tudo o que eu lia era nacional. Sempre tive uma quedinha especial por policiais e suspenses, por isso lia bastante Série Vagalume e seus clássicos "O mistério do 5 estrelas", "O enigma da televisão" e "Um cadáver ouve rádio" estão entre meus favoritos daquela época. 

Por isso, assim que o Tadeu me apresentou Dias Perfeitos, do Raphael Montes, eu logo de cara já tive uma boa impressão da obra. Não só pela capa - que, por sinal, é maravilhosa -, mas por saber que se tratava de um suspense nacional.

Tenho preferência por literatura realista, mas estou quebrando o "preconceito" literário com fantasias lendo a série Harry Potter (e estou apaixonada... alguém me faz parar de ler!). Mesmo assim, não tem como negar que eu amo cenários brasileiros, nomes comuns, coisas que me aproximam do meu dia-a-dia e que, ao mesmo tempo, transformam o cotidiano em algo poético.


Estamos no Rio de Janeiro, num cenário contemporâneo. Téo é um estudante de medicina sem amigos que conhece Clarice, uma garota extrovertida e autêntica. Logo de cara, apaixona-se pela moça de uma maneira totalmente obcecada e começa a se aproximar dela. Isso me fez pensar que o rapaz fosse doente, mas depois conclui que ele é 1) mimadinho, 2) machista, 3) homofóbico, 4) intolerante e 5) acha que o mundo gira ao redor do seu umbigo. 

Tive raiva do Téo da mesma maneira que senti raiva do Lorde Henry, personagem do O Retrato de Dorian Gray (tem resenha aqui!). Não consegui em momento algum compreender sua possível loucura e muitas vezes tive vontade de fazer ele se tornar real só pra dar uns tiros nele (violenta). Porém, creio que essa tenha sido a intenção do Raphael e por isso tenho que admitir que ele tá realmente de parabéns. Construiu uma personagem que causa algum sentimento nos leitores e não algo vazio e sem graça.


A leitura é intensa e flui muito bem, daquele jeito que você não consegue parar pra dormir, sabe? Confesso que nas últimas páginas, fiquei até com medinho de ficar sozinha na sala, porque senti algo muito estranho. Esse Téo mexe mesmo com a gente, hein?

Não posso falar o que achei do final, porque não encontrei uma maneira de expor minha opinião sem dar spoiler, então sugiro que leiam. Os links para obter o livro estão ali embaixo!

ISBN: 9788535924015
 Editora: Companhia das Letras
Páginas: 274
★★★★

Onde comprar: Cultura  / Saraiva / Submarino

Meu perfil no SKOOB

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

16 comentário (s)