Retrospectiva 2015

30/12/2015

Percebi que eu havia feito uma lista de metas pro ano novo meio nadaver, no fim de 2014. Sabe quando a gente escreve um monte de coisa só pra ter um "roteiro" pra seguir durante o ano? O fato é que eu não segui roteiro nenhum (e foi ótimo). 

Passei no vestibular e fui morar em outro estado
Dei cerca de 20 aulas de biologia no Educafro
Fiz dois bolos pro Henrique
Comecei a ler HQ's

Assisti Jurassic World no cinema e chorei
Li 8 livros e passei pela maior ressaca literária da minha vida
Encontrei um cajado na praia e imitei a Jout Jout

Dei meu primeiro PT aos 21 anos
Gastei pelo menos 50 reais com docinhos da UFSC
Narrei meu primeiro noticiário de rádio
Participei de uma oficina de vídeo em um assentamento do MST

Conheci pessoas incríveis
Aprendi a fotografar no modo manual 
Ganhei uma mochila do Vini por correio 
Mandei duas cartas pros meus avós

 O Tadeu veio do RJ me ver duas vezes e saímos de robert em uma foto
Li enquanto meu vô dormia
Segurei as cabela do Vini pra ele passar protetor solar
Descobri que o lugar que eu escolhi pra viver é maravilhoso

*****

2014 me preparou da melhor maneira para que eu pudesse enfrentar os problemas que 2015 me trouxe. Mesmo longe da minha cidade natal, pude contar com pessoas incríveis e também dei muitos conselhos. Deletei completamente da minha vida pessoas que não me acrescentavam nada e abri espaço para outras, que fizeram o meu ano ainda mais maravilhoso. Aprendi que a comida não vem do armário, que pessoas envelhecem e que para enfrentar o frio de Santa Catarina eu precisava de 3 casacos que eu raramente usava em Santos. 

Se foi fácil? Tenho que concordar com a maioria das pessoas e dizer que não. Foi um 7x1 atrás do outro, mas eu superei e tenho muito orgulho do ser humano que venho me tornando. A sensação de liberdade é cada vez maior e a vontade de fazer o meu cotidiano ser inspirador supera cada problema que fez parte desse ano. Tenho plena convicção de que aproveitei esses 365 dias da melhor maneira possível e que o caminho que estou trilhando está sendo incrível, seja lá onde eu vá chegar. 


Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

12 comentário (s)