Meu Bullet Journal

11/01/2016

Ano passado, o método que eu mais utilizei pra me organizar - e que deu certo! - foi o método de fazer listas todo dia antes de dormir com o que eu teria que fazer no dia seguinte. Desde "imprimir trabalho de fotojornalismo" até "pagar conta de luz". Em 2016, porém, eu resolvi utilizar um método bem semelhante ao anterior, só que mais organizado: o Bullet Journal.


Esse sistema foi criado pelo designer Ryder Carroll e toda a explicação original está disponível no site oficial. Eu conheci o bullet journal através desse vídeo, do canal Inventário da Sobrevivência (♥), que está em português e bem resumidinho pra quem ainda não sabe do que se trata. 

Como dá pra observar na foto anterior, o método consiste em separar as coisas que você tem pra fazer em categorias (tarefas, eventos), além de anotar inspirações e itens a serem pesquisados mais tarde. Você pode criar outros símbolos para representar essas categorias se quiser, mas eu preferi utilizar somente esses mesmo.


Iniciei o meu com o calendário de 2016, pra consultar quando for preciso. 


Em seguida, está o índice, que vai sendo preenchido conforme o ano for passando. Essa é a graça do bullet journal: você pode utilizar mais páginas para um mês com mais tarefas e, ao mesmo tempo, utilizar poucas páginas para meses em que você não tem muitas coisas a fazer (férias, por exemplo).

O grande problema na hora de eu escolher agendas era a divisão dos dias pelas folhas (sempre faltava espaço ou sobrava demais). Como agora eu posso controlar isso, então me sinto bem mais organizada. 


Aí está a visão geral de janeiro. Em uma página, todos os dias em uma lista, para que eu anote as coisas que já tem data prevista para serem feitas, como provas ou viagens. Na página seguinte, eu anotarei os itens que ainda não tem data definida, mas que eu pretendo realizar em janeiro.


E agora começa a parte mais importante, na qual vou anotar tudo que eu tenho que fazer no dia seguinte. Como eu disse, costumo fazer isso antes de dormir, mas você pode fazer quando preferir. Ao longo do dia você vai lembrando de outras coisas e acaba anotando também. Como vocês podem ver na foto acima, esse foi o único dia desse mês que precisei me organizar, porque estou de férias. 

Você pode criar páginas para coisas aleatórias, como livros lidos no ano. No índice, vocês podem conferir as páginas que eu criei.

Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

28 comentário (s)