Como anda a faculdade de jornalismo?

13 de maio de 2016

Achar um tempo no meio dos ziriguidum que tenho que fazer pra faculdade/pra vida não está sendo fácil, já dizia Kátia Cega. O segundo semestre do curso tá bem puxado, porque a gente tá produzindo enlouquecidamente. Se você pretende estudar jornalismo porque gosta muito de ler e escrever - e pretende vir pra UFSC - já digo que isso vai ser o que você menos vai fazer!

Ao todo, estou cursando oito disciplinas, dentre elas 5 obrigatórias e 3 optativas. O choque que senti no semestre anterior, ao perceber que o curso era muito diferente do que eu imaginava, já passou. Tenho me dedicado muito e tô bem contente com os resultados do que eu e minha turma estamos produzindo. Pega um café, puxa uma cadeira, que eu vou contar pra você como tá sendo tudo isso.

Fotojornalismo II
(foto tirada pela minha miga Carol, durante uma das saídas fotográficas pela universidade)

É uma das disciplinas que eu mais gosto. Geralmente, a professora dá uma aula expositiva até o intervalo e, depois, a gente vai até o laboratório pegar as câmeras, pra sair e botar em prática o que foi falado. Começamos revendo conceitos de funcionamento da câmera e depois fomos acrescentando detalhes jornalísticos. Pra quem não sabe, o fotojornalismo é bem diferente da fotografia, porque a imagem não deve ser apenas uma expressão artística, mas passar uma informação. Confesso que acho bem difícil conciliar a técnica com a mensagem que eu pretendo passar e já perdi as contas de quantas fotos bonitas que não dizem absolutamente nada/ fotos com aquele momento que saíram borradas eu já tirei. É um desafio que eu adoro superar, a cada aula e a cada saída fotográfica.

Segue a foto que eu mais gostei até agora, que fez parte dos exercícios focados apenas na técnica da câmera, e não no jornalismo. Esse senhor é conhecido na UFSC pelo nome de Claico e ele vive na xerox pedindo pra gente digitar documentos importantíssimos para deputados federais, presidente dos EUA, etc. Assim que pedi pra ele se eu podia tirar uma foto, ele deixou: olhou pro lado, fez carão e eu cliquei.


Telejornalismo I
Eu e minha turma estamos produzindo um telejornal chamado Conexão UFSC, toda semana. Pra isso, os editores chefes sorteiam as funções e a gente corre atrás das pautas (assuntos que vamos abordar, quem vamos entrevistar). Na última semana, eu fui repórter, ou seja, escrevi o texto da matéria: o off (aquele que só aparece minha voz e algumas imagens), que é lido, e a passagem (quando eu apareço falando pra câmera), que é decorada. Abaixo tá o último Conexão e a minha matéria é a primeira que aparece no vídeo.


Radiojornalismo I
Esse é o mesmo esquema do telejornal, mas não é factual, ou seja, no programa de rádio a gente não traz notícias, mas falamos sobre um tema pré definido uma semana antes. O nosso programa se chama Se Essa Rua Fosse Minha e fala sobre cultura de rua, especialmente daqui de Florianópolis. O primeiro foi sobre rap e no da semana passada falamos sobre samba e carnaval. Vou deixar o último aqui, no qual eu fiz um boletim sobre a história do samba, junto com minha miga Marina. 

(eu e meus migo preparando o roteiro do programa)

Além dessas 3 disciplinas, tô tendo:

Redação II: a gente sai pela universidade procurando notícias, entrevista pessoas e volta pra sala pra escrever notícias de jornal;

Editoração Eletrônica: tamo aprendendo a diagramar páginas de jornal no InDesign;

Sociologia Geral e da Comunicação: única matéria teórica obrigatória do semestre, na qual a gente tá lendo sobre o surgimento da sociologia (Marx, Durkheim, Comte e outras pessoinhas) e fazendo seminários;

E fora do jornalismo, peguei duas disciplinas: 

História da Música Popular Brasileira I: do curso de letras; a gente lê muito e debate sobre os textos em aula; estamos aprendendo o surgimento da música popular no Brasil (chorinho, samba, etc).

História da América Independente: do curso de história; a gente tá aprendendo sobre os processos de independência da América Hispânica e como ela ficou depois de "livre". Na aula passada, o prof falou sobre a Guatemala, que eu só conhecia pelo nome. Tá sendo muito legal aprender mais sobre a história da América Latina e espero pegar outras disciplinas focadas no Brasil, em outros semestres.

*****
Resumidamente, é isso! Pretendo gravar um vídeo falando um pouco mais sobre o curso, mas quero focar em outros pontos também (vestibular, permanência na universidade, viver longe da família,/namorar à distância, etc). Enviem perguntas nos comentários (ou em outras redes sociais, que estão aí no canto da página, embaixo da minha foto), pro vídeo ficar mais legal! 

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

10 comentário (s)