Tenho medo de café

17 de maio de 2017

arte por: henn kim

Sempre que chega a hora de fazer minhas leituras e trabalhos da faculdade, lá está ela: a xícara de café. Isso nunca foi necessidade. Acho que era mais por inspiração, sabe? Talvez eu fizesse porque amo preparar a bebida, coar, igual minha vó fazia. O cheiro de café sempre me inspirou e eu sou dessas que não escovo o dente depois de tomar uma boa dose, porque amo o gosto que fica na boca. 

Porém, nas últimas semanas, o café tem causado em mim um efeito muito intenso. Não que eu saia tremendo pela casa ou coisa do tipo, mas eu fico muito concentrada. Aliás, muito além de concentrada: fico mega animada com tudo. O que antes me deixava inspirada pra terminar a leitura dos textos de teoria da comunicação, hoje me deixa inspiradona, querendo fazer todos meus projetos de uma vez só. Bebo um, dois, três goles. Quando vejo, já grifei o texto todo e tô com mil abas do computador abertas, querendo me informar sobre a conjuntura nacional, escrever mensagem emocionante pros amigos, marcar rolê pro fim de semana. Tudo-ao-mesmo-tempo. 

E isso tem me assustado.

Sabe aquelas pessoas que você mal conhece e já chegam sorrindo demais, íntimas demais? O café tem sido isso pra mim. Sempre foi algo desnecessário, que eu tomava porque achava gostoso e me deixava mais ligada, mas nada muito exagerado. De repente, PÁ, bebo um gole e já tô passando aspirador de pó na casa enquanto estudo sobre métodos contraceptivos não-hormonais.

Agora estou assistindo a um vídeo no youtube que mostra como fazer um fichamento. A xícara de café do meu lado. Olho pra ela e me pergunto por que abri meu blog e estou escrevendo esse texto ao invés de focar no vídeo. Ela tá parada, só me observando. Vazia.

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

0 comentário (s)