Permitir-se

29 de julho de 2017

arte: joe webb

Criei o Pe-dri-nha em 2009, quando eu tinha 15 anos. Seu nome não tem uma explicação emocionante - eu só quis algo simples, mas tive que botar hífen porque na época já havia um com esse nome. 

Ao longo desses 8 anos, o Pe-dri-nha foi o local onde eu depositei minhas inspirações, minhas angústias, meus sonhos e boa parte da minha vida. Tem coisa aqui postada que hoje eu leio com nostalgia; outras, com dor; outras, ainda, eu simplesmente não me lembro de ter vivido. O que importa, no fim das contas, é que eu vivi tudo isso e que cada uma dessas postagens teve significado um dia pra mim. 

Hoje eu tenho 23 anos e já não me sinto contemplada por esse espaço. Sinto que é hora de mudar. Confesso que doeu um pouco pensar em abandonar essa url que me acompanhou durante todo esse tempo, mas depois percebi que isso não é um abandono. Vou deixar o blog vivo aqui, nesse mesmo link, para quem quiser ler meus dramas da escola, minhas desilusões amorosas, minha alegria ao passar no vestibular, as mudanças no meu gosto literário-musical-cinematográfico, enfim, tudo o que contribuiu para o que me tornei.

A partir de hoje, dia 28 de julho de 2017, eu continuo em outro blog, o Meus Cafés. Um espaço novo que no fundo será apenas uma extensão do que eu já fazia aqui, mas que representará um pouco melhor o ser humano que sou atualmente. Talvez, daqui a alguns anos, eu mude novamente, mas não há motivos para que eu me preocupe com isso. Afinal, a vida é feita de mudanças, das quais não tem porquê fugir. O melhor é senti-las, abraçá-las e se permitir viver cada uma delas intensamente. 

Meus Cafés: www.meuscafes.com.br 

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo cerca de 5 doses de café diárias. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias - dessas que sai fumacinha da boca. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

0 comentário (s)